EXPLOSÕES E TERROR NA MARATONA DE BOSTON

Tags

As três explosões ocorridas no dia 15 de abril durante a Maratona de Boston, nos Estados Unidos, deixaram pelo menos três mortos e mais de 100 feridos. O caso é investigado pelo FBI, a Polícia Federal norte-americana, que considera a possibilidade de terrorismo. O episódio provocou cenas de pânico e confusão em um dos maiores eventos esportivos do país. O governo prometeu investigar e punir os responsáveis.

Em pronunciamento na televisão, o presidente norte-americano, Barack Obama, prometeu encontrar e punir os responsáveis pelo ataque, sejam eles indivíduos ou grupos organizados. "Nós ainda não sabemos quem fez isso ou o porque. As pessoas não devem tirar conclusões", disse ele. "Nós descobriremos quem fez isso. Descobriremos por que fizeram isso. Qualquer indivíduo ou grupo responsável sentirá o peso total da Justiça."

Terror
Três explosões coordenadas atingiram a cidade de Boston, nos Estados Unidos,na tarde desta segunda-feira (15). Pelo menos três pessoas morreram e 100 ficaram feridas. Informações da polícia dão conta de que as primeiras ocorreram perto da linha de chegada da maratona da cidade e a terceira, horas mais tarde, na biblioteca pública John F. Kennedy, na praça Copley.



Um quarto artefato teria sido encontrado nas proximidades e detonado, de forma controlada, pelos integrantes do esquadrão antibombas da cidade. Não há, porém, confirmação de sua possível relação com as primeiras explosões.

Ato terrorista
A Casa Branca, através do presidente Barack  Obama, considerou o incidente um "ato de terror". "Qualquer evento com artefatos explosivos múltiplos, como esse parece ser, é claramente um ato de terror e será tratado como um ato de terror", disse o presidente.