ESTUDO CIENTÍFICO TRAZ NOVA DEFINIÇÃO PARA O TÉDIO

Um estudo canadense publicado na sexta-feira (28 de setembro de 2012) traz uma nova definição para o que é o tédio: “a experiência adversa de querer, mas não conseguir, exercer uma atividade gratificante”.

O estudo afirma que o tédio ocorre quando uma pessoa volta seu foco para o fato de que ela não consegue participar de uma atividade gratificante e não consegue dar atenção a estímulos que permitiriam que se engajasse em alguma ação desse tipo. Em seguida, ela põe a culpa do tédio que sente em fatores externos.

Os pesquisadores acreditam que, embora o tédio pareça uma questão corriqueira e temporária, estaria ligado a problemas psicológicos, sociais e de saúde e, por isso, merece maior atenção dos cientistas.
Com a definição, os autores acreditam que vão favorecer o diálogo científico para questões ligadas ao tédio e à atenção, e que isso seria útil para pesquisas futuras.

O trabalho foi liderado pelo psicólogo John Eastwood, da Universidade de York, no Canadá, e apresentado na revista “Perspectives on Psychological Science”.

Fonte: G1

Fonte: Mega Times e Klima Naturali
Gostou? Compartilhe:

0 comentários:

Posts Relacionados