MEGAUPLOAD FOI FECHADO PELO FBI

O site de compartilhamento de arquivos MegaUpload.com foi fechado por agentes federais norte-americanos sob a acusação de repetidamente violar direitos autorais. O fundador e três executivos da empresa foram presos na Nova Zelândia a pedido das autoridades norte-americanas.

O fundador Kim Dotcom e os outros executivos foram formalmente acusados de violar as leis de proteção a direitos autorais e antipirataria dos Estados Unidos, segundo comunicado do promotores.

A acusação diz que o site lesou proprietários de direitos autorais em mais de US$ 500 milhões ao abrigar conteúdo pirateado como filmes e músicas.

O Megaupload tem como CEO o produtor de hip hop Swizz Beats, que tem no currículo trabalhos para Beyoncé e Alicia Keys. Ele se defendeu das acusações, que ele classificou como “extremamente exageradas”, dizendo que sempre acata pedidos de remoção de material ilegal e que a maioria do tráfego do site é legítimo.

“Se a indústria de conteúdo quiser tirar vantagem da nossa popularidade, estamos felizes em abrir um diálogo. Temos boas ideias. Entrem em contato conosco”, disse Beats em comunicado.

O site se envolveu há pouco tempo numa disputa judicial com a gravadora Universal ao usar seus artistas num vídeo promocional. A Universal pediu que o YouTube tirasse o vídeo do ar ao constatar nele a presença de nomes de seu elenco. O Megaupload retaliou processando a gravadora; alegou que tinha contratos individuais legalmente válidos com os artistas.

Segundo os promotores do caso, o Megaupload já chegou a ser o 13º site mais acessado do mundo.

A ação acontece no dia seguinte a uma onda de manifestações online contra a Sopa e a Pipa, propostas de lei antipirataria que tramitam no Congresso americano.

Quando o usuário acessa o site http://www.megaupload.com, esta é a única mensagem que aparece
Sopa e Pipa
O fechamento do Megaupload aconteceu um dia depois que diversos sites, incluindo a enciclopédia Wikipédia e os classificados Craigslist, decidiram ficar fora do ar em protesto contra dois projetos de lei antipirataria que estão em discussão no Congresso dos EUA. Eles são conhecidos pelas siglas Sopa e Pipa.

O Stop Online Piracy Act (SOPA) é um projeto de lei com regras mais rígidas contra a pirataria digital nos EUA. Ele prevê o bloqueio no país, por meio de sites de busca, por exemplo, a determinado site acusado de infringir direitos autorais. O foco está principalmente em sites estrangeiros, contra os quais as empresas americanas pouco podem agir. No Senado, circula o Protect IP Act, conhecido como PIPA (ato para proteção da propriedade intelectual), outro projeto sobre direitos autorais que mira a internet.

Ambos são apoiados por empresas de entretenimento, constantes alvos de pirataria, mas são questionados por companhias de internet, como Google, Facebook, Amazon e Twitter, que interpretam as medidas como um tipo de censura aos sites e à liberdade de expressão. O SOPA ainda está sendo avaliado por comissão na Câmara; a PIPA deve ir à votação no Senado ainda neste mês.

Ataque hacker
Após o fechamento do Megaupload, o grupo hacker Anonymous, que também é contra os projetos, afirmou no Twitter que derrubou os sites do FBI, a polícia federal dos EUA, do Departamento de Justiça americano, da Universal Music, da Associação de Filmes dos EUA e da Associação da Indústria Fonográfica do país, entre outros endereços.

Dados Básicos do Megaupload
Megaupload foi um serviço multilíngua de download e upload de arquivos. Pertenceu à Megaupload Limited, empresa com sede em Hong Kong.

Até 2008 era considerado um sistema de armazenamento de arquivos pago, pois o site tinha um sistema de slots que proibia que os usuários não associados (atualmente membros premium) fizessem downloads no site. O sistema foi removido e o serviço passou a contar também com a opção gratuita.

Em 2009 o Megaupload foi totalmente remodelado, permitindo aos associados com registro gratuito (membros free) baixarem 20GB em arquivos por dia a uma velocidade de 20Mb/s, além de 200Gb de espaço para armazenagem pessoal.

Até 19 de janeiro de 2012, era oferecido em 18 idiomas: alemão, árabe, chinês (tradicional e simplificado), coreano, dinamarquês, espanhol, finlandês, francês, holandês, inglês, italiano, japonês, polonês, português, russo, sueco, turco e vietnamita.

O site saiu do ar no dia 19 de janeiro de 2012 após o FBI encerrá-lo por violação de direitos autorais.

Outros sites de compartilhamento de arquivos podem sofrer as mesmas consequências que o Megaupload sofreu. A ação imposta ao Megaupload foi uma demonstração de que o governo norte-americano em conjunto com outros governos espalhados pelo mundo, de que pretende combater a "pirataria" em sua totalidade, pois o Megaupload era o principal servidor dentre todos.