18 REGRAS PARA ALCANÇAR O SUCESSO NA VIDA PESSOAL E PROFISSIONAL SEGUNDO AYRTON SENNA

Ayrton Senna

Você vai ler a seguir 18 regras para alcançar o sucesso na vida pessoal e profissional. Elas não foram literalmente ditas por Ayrton Senna, esportista brasileiro considerado um dos melhores pilotos automobilísticos de todos os tempos, no entanto, merecem ser denominadas de “Regras de Ayrton Senna”, uma vez que são deduções fiéis de seu pensamento.

Como posso fazer tal afirmação? Isto é, como posso dizer que são deduções fiéis do pensamento de Ayrton Senna? Explico: elas foram elaboradas com base em análise de depoimentos de Senna gravados no DVD Ayrton Senna para Sempre.

O incrível é que, em poucas regras, serão delineados os mais diversos campos do desenvolvimento humano. Em outras palavras, os pensamentos de Senna - transformados em regras neste texto - sintetizam os conteúdos dos melhores livros de autodesenvolvimento.

Para ficar clara a sintonia que há entre as regras e o pensamento do piloto, transcrevo, após cada uma delas, a frase correspondente de Ayrton Senna, ou de alguém que com ele conviveu. Quer alcançar o sucesso na sua vida? Siga as regras de Ayrton Senna.

Regra 1: Tenha um foco ou um objetivo de vida bem-definido.
Quanto mais bem definido for seu objetivo, melhor resultado você tende a alcançar. Lembre-se das palavras de Martin Luther King: “Se um homem não descobrir algo por que morrer, ele não está preparado para viver”.
Ayrton Senna: “Correr... competir... está em meu sangue. É parte de mim, é o que fiz em toda a minha vida. Isso vem antes de todo o resto.”

Regra 2: Sendo persistente você faz do fracasso Um degrau para o sucesso. Ayrton Senna: “Nunca esquecerei a primeira corrida com chuva, um desastre, uma piada. Fui muito mal. Pilotos passando por um lado e pelo outro, todos me ultrapassavam e eu não podia fazer nada. E no seco eu era muito bom! Então nesse dia eu vi que não sabia correr na chuva. A partir desse dia passei a treinar com chuva. Sempre que chovia eu ia para a pista, treinar. E aí eu aprendi.”

Regra3: Seja você mesmo. Ayrton Senna: “ O que importa é ser quem você é, não deixar que os outros perturbem você. Eles querem que você seja diferente. Você tem que ser o que é.”
Regra 4: Aprenda com os erros. Ayrton Senna: “Muitas vezes você erra por sua personalidade, seu caráter, há interferências em sua carreira, e você aprende. O importante é aprender com os erros e evoluir.”

Regra 5: Desenvolva sua sensibilidade. Depoimento de um dos engenheiros da equipe de Senna: “Ele é um ótimo piloto de testes. Muito bom para desenvolvimento. Especialmente de motores. Tem muita sensibilidade. Qualquer pequeno problema ele sabe como descrever. Podemos comparar com os dados do computador e descobrir o caminho que devemos tomar.”
Regra 6: Procure conhecer cada detalhe do que faz. Depoimento de um dos engenheiros da equipe de Senna: “Tudo é interessante para ele. Ele passa muito de seu tempo na pista para entender seu carro, seu motor. Tenta conhecer cada detalhe para entendê-lo melhor. É capaz de reagir com convicção nas discussões que tem com seus engenheiros durante os treinos de qualificação.

Ele gostava demais dos turbos, a tal ponto que eu sempre inspecionava os turbos sob o olhar atento dele, que acompanhava tudo para ter certeza de que ninguém iria enganá-lo. Ele é assim, controla tudo, está sempre por trás de tudo, tentando entender. O pior era encontrá-lo no saguão do hotel às 11 da noite quando todos queríamos dormir e ainda tínhamos de analisar mais duas sessões de treinos, abrangendo 15 voltas na pista.”

Regra 7: Procure atingir seu foco posicionando-se como eterno aprendiz.
Ayrton Senna: “Creio na habilidade de se focalizar em algo e aí você pode extrair muito mais disso. Foi assim em toda a minha vida. Foi só uma questão de melhorar essa técnica e aprender mais e mais. É algo que não tem fim. Você sempre encontra novas coisas para aprender. É muito interessante. É fascinante!”

Regra 8: Valorize e agradeça os acertos de sua equipe, mas, se quiser acertar mais e mais, avalie também os pontos negativos.
Depoimento de um dos engenheiros da equipe de Senna: “Quando Ayrton Senna ganha uma corrida você não espera que ele agradeça. Ele fica agradecido à equipe, sim, mas sempre há pontos negativos na corrida, mesmo quando ele vence. Na reunião depois da corrida há coisas positivas, mas também pontos negativos que temos de melhorar”.

Regra 9: Antes de exigir dos outros, exija de si mesmo. Seja exemplo de conduta.
Depoimento de um dos engenheiros da equipe de Senna: “É por ele ser tão exigente consigo que é natural aceitar que seja exigente conosco. Nós não estamos lá para brincar. Trabalhamos num ambiente muito difícil e exigente”.

Regra 10: Procure estar em forma. Tanto no aspecto físico quanto emocional. Ayrton Sena: “Aprendi na Fórmula 1 que você tem de estar em forma. Tem de ser forte, controlar suas emoções, sentimentos e seus pensamentos. Não são apenas músculos, um tônus muscular melhor, é o poder que você tem, a força física de seu corpo e também de sua mente.”

Depoimento de Nuno Cobra (preparador físico de Ayrton Senna): “Em 84 ele era um garoto franzino (...) fazendo dez voltas (de corrida a pé) com muita dificuldade. Senna era apenas um atleta de segunda categoria no início e sofria muito com as demandas da Fórmula 1. Antes de equiparar sua condição física com sua força mental, ele terminou muitas corridas quase inconsciente.

Ele não era um atleta, como eu disse. Ele tinha um consumo máximo de oxigênio e a quantidade de sangue que passava pelo coração por minuto era em torno de 37 ml. Conseguiu chegar a 62 ml. Ele se transformou totalmente. Ele tinha uma freqüência cardíaca basal, que é em repouso de 74 ou 75 batimentos, chegou em torno de 48 batimentos e isso realmente o privilegiou em relação aos outros participantes de Fórmula 1.”

Regra 11: Aprenda fazendo. Procure conhecer-se melhor. Ayrton Senna: “Você só aprende fazendo. Presto muita atenção nisso. Quando entendi que isso era algo muito especial, comecei a me conhecer melhor. Basicamente é isso, você se conhece melhor, conhece suas limitações, suas forças e qualidades. Você tenta criar um conjunto, ser uma pessoa mais estável”.

Regra 12: Acredite que é possível exceder seu atual limite. Ayrton Senna: “Num dia qualquer, em quaisquer circunstâncias, você descobre que tem um limite. Você chega a esse limite e diz: ´Certo, esse é o limite! Quando você chega a esse ponto, algo acontece: você descobre que pode ir um pouco mais além. Com o poder da mente, sua determinação e instinto e sua experiência também, você pode voar muito alto”.

Regra 13: Comprometa-se com o que você acredita. Ayrton Senna: “Você se compromete a tal ponto que não há meio-termo. Você dá tudo de si, absolutamente tudo! E às vezes você acha mais forças porque precisa disso se quiser ficar à frente e se quiser vencer”.

Regra 14: Coloque Deus na sua vida. Ayrton Senna (após ter sofrido um acidente): “Acho que passei por um período de adaptação. Descobri algumas coisas importantes na vida. Esse caso em particular contribui muito para me estimular, me fazer ponderar, me fez pensar muito no que mais importa em nossa vida, que é Deus”.

Regra 15: Faça com que seus valores sejam mais fortes do que as influências negativas que eventualmente queiram atingir você. Ayrton Senna (após ter sido injustamente criticado pela colisão de seu carro com o de Alan Prost): “Sim, eu pensei em parar. Pensei em ir para casa e não vir para a Austrália. E também pensei em correr na Austrália e não voltar depois dessa corrida. Muitas coisas passaram pela minha mente. Mas como eu já disse antes, sou um profissional e tenho responsabilidades. E sou um ser humano. Os valores que tenho na vida são mais fortes do que o desejo que muitas pessoas têm de influenciar e destruir esses valores”.

Regra 16: Tenha momentos de lazer e descontração. Volte a ser criança! Ayrton Senna: “Sempre que possível, gosto de estar longe das cidades. Gosto de estar em contato com a natureza. Seja na praia, seja no campo. É um lugar onde eu ‘recarrego as baterias’ antes de voltar às pistas. A única forma de suportar esse estilo de vida é estar na natureza, diminuir o ritmo, acalmar, desfrutar da natureza. Aí você encontra o equilíbrio entre os extremos. Somos todos crianças, não? A diferença entre um homem e uma criança é o brinquedo! Á medida que você cresce, tem mais coisas para pensar, tem mais preocupações, e você perde um pouco da alegria de viver. É importante, sempre que puder, e sempre que o lugar permitir, voltar a ser criança um pouco”.

Regra 17: Conscientize-se de que há momentos em que você precisa ser calculista e momentos em que a agressividade positiva é bem-vinda.
Ayrton Senna: “Quando se está sob pressão, num momento mais crítico do campeonato ou numa corrida em especial, aquele que consegue criar combinando simultaneamente agressividade e calculismo é que terá o melhor resultado. Para ser campeão é preciso combinar esses elementos na dose certa e no momento específico. E antes de tudo você precisa estar com a mente limpa para entender melhor qual é o momento para ser calculista. Qual é o momento para dar tudo de si e o momento de guardar o que tem para outra oportunidade. Essa é a diferença entre vencer e perder”.

Regra 18: Não se acomode no sucesso atual.
Ayrton Senna: “Tive grandes corridas em minha carreira felizmente. Mas eu ainda estou esperando pela melhor de todas, no futuro...”
Caro leitor, a vida nos prega peças. Todos nós sabemos que a esperança da “melhor de todas” as corridas “no futuro”, como disse Senna, não se concretizou.

De forma abrupta num acidente em Imola (Itália), Senna nos deixou. Perícias comprovaram que o acidente foi erro técnico dos construtores do carro. Mas, quem sofreu as conseqüências da forma mais violenta possível, foi nosso admirado piloto.

Até mesmo neste último momento de sua vida terrena, Senna nos passou uma lição: podemos cumprir com todas as regras de sucesso em nossa vida profissional, e de repente surge o inesperado, que pode ser o desemprego, a doença, o acidente, o fracasso. Assim é a vida. Não caminhamos de forma linear. Existem os altos e os baixos. Sempre. Os “altos” existem para enxergamos novas possibilidades e os “baixos” para refletirmos sobre os nossos valores. Assim crescemos. Até adquirimos a consciência de que o mal geralmente é o bem a caminho, e de que só cai quem caminha (quem não caminha não cai, mas também não caminha).

Abrahan Lincoln precisou conhecer todos os percalços da pobreza, para ficar rico em idéias e projetos humanistas e progressistas. Beethoven teve que ficar surdo, para que sua intuição musical melhor aflorasse. Saulo de Tarso, na estrada de Damasco, teve que ficar temporariamente cego, para que pudesse enxergar um novo caminho para sua vida iluminando toda a humanidade.

Por tudo isto, que uma das mais importantes das regras acima, é a primeira: “tenha um foco ou um objetivo de vida bem definido”, pois se soubermos onde queremos chegar, não reclamaremos das dificuldades que certamente irão aparecer. Aprenderemos com elas. Lembraremos sempre que o eventual “fracasso” é um dos degraus do sucesso!

Por Josenildo Oliveira.

Fonte: Mega Times e Klima Naturali
Gostou? Compartilhe:

0 comentários:

Posts Relacionados