EFEITOS DA DEGRADAÇÃO DE RECURSOS HÍDRICOS SOBRE A SAÚDE HUMANA

Efeitos da degradação de recursos hídricos sobre a saúde humana

A maior ocorrência de morte entre as crianças esta relacionada a doenças hídricas. Aproximadamente 80% das doenças dos países pobres são causadas pelo consumo de água contaminada.

Os esgotos e excrementos humanos são os principais fatores de contaminação da água nos países em desenvolvimento. Nos efluentes contem misturas tóxicas, como pesticidas, metais pesados, resíduos industriais além de variedades de outras substancias.

A exposição humana a efluentes industriais causa efeitos nocivos à saúde desde dores de cabeça, irritações na pele e pulmões, reduções nas funções neurológicas e hepáticas. Podem ocorrer problemas ainda mais graves como os efeitos genotóxicos a saúde humana.

Certos metais pesados causam fortes impactos na estabilidade de ecossistemas e provocam efeitos tóxicos agudos e câncer em mamíferos em consequência a danos que causam no DNA.

Pesquisas têm comprovado a existência de neoplasmas em peixes de rios das regiões industrializadas e, a principal consequência são os metais pesados, alem de causar mutações cromossômicas em plantas. Esses efeitos não são detectados em rios distantes de grandes centros industriais e populacionais.

A maior preocupação em relação à poluição dos recursos hídricos esta focalizada aos efeitos nocivos para o organismo humano, pois resultados provenientes de bioensaios genéticos são importantes à saúde humana porque o alvo toxicológico e o DNA. Perturbações do material genético (DNA) são prejudiciais para o organismo e pode levar as consequências irreparáveis à saúde.

Há, no entanto, muita substancia de efluentes industriais que podem não ter efeitos diretamente prejudicais a saúde, ma que são capazes de reduzir, em longo prazo, a sobrevivência de um organismo via danos do genoma de células somáticas e germinativas. Podendo causar desordens genéticas hereditárias e ao câncer.

A complexidade dos sistemas biológicos e a diversidade dos fatores responsáveis pela sua degradação tornam pouco provável que alguma medida seja suficiente para ser usada sob todas as circunstâncias.
Por serem misturas complexas, os efluentes genotóxicos, são difíceis de calcular, pois a interpretação de seus efeitos precisa de analises químicas dos constituintes e, essas analisem podem indicar os componentes dos efluentes que podem persistir e acumular no meio ambiente, o que representaria um real perigo a saúde humana.

Fonte: Mega Times e Klima Naturali
Gostou? Compartilhe:

0 comentários:

Posts Relacionados